AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Economia

Produção de ração em 2023 cresce 1%, para 82,9 milhões de t, aponta Sindirações

Já para este ano, o setor espera incremento de 2,4%, para 85 milhões de toneladas, “caso a cadeia produtiva de aves e suínos responda positivamente”

1 minuto de leitura

24/04/2024 | 11:52

Por: Broadcast Agro

produção de ração suínos
Foto: Adobe Stock

São Paulo, 24 – A produção brasileira de rações e suplementos minerais cresceu 1% no ano passado em relação a 2022, para 82,9 milhões de toneladas, informou, em nota, o Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações). Os números ainda ficaram aquém da projeção da entidade divulgada em setembro de 2023, que previa avanço de 1,5%, para 87 milhões de toneladas. Já para este ano, o setor espera incremento de 2,4%, para 85 milhões de toneladas, “caso a cadeia produtiva de aves e suínos responda positivamente”, principalmente em relação a exportações. Juntando-se o setor de pets e o de suplementos minerais, há perspectiva de se ultrapassarem os 88 milhões de toneladas, disse a entidade, em nota.

No ano passado, conforme o Sindirações, a produção de rações para suínos avançou 1,2%, para 20,8 milhões de toneladas. Já o segmento de frangos de corte cresceu 2,1%, a 36,5 milhões de toneladas.

Para galinhas poedeiras, a produção ficou estável ante 2022, em 6,9 milhões de toneladas. Na pecuária leiteira, houve retração de 2% na produção de rações em 2023, a 6 milhões de toneladas, resultado da menor rentabilidade da atividade no ano passado, decorrente do menor preço pago pelo litro ao produtor. Na pecuária de corte, embargos chineses no início do ano passado, além da perda do valor da arroba ao longo de 2023 também provocaram recuo na produção de ração, na base de 1,6%, a 5,86 milhões de toneladas.

Já para este ano, o Sindirações projeta crescimento de 1% para suínos, 3,5% para frangos de corte e de 1% para poedeiras em comparação com o ano passado. Na pecuária leiteira, há perspectiva de estabilidade. Na pecuária de corte, incremento de 1,5%.

Em suínos, o avanço deve vir do incremento das exportações de carne, que devem ser recorde; em frangos, do aumento do mercado interno, além das exportações. Já a oferta de ovos deve crescer 6% em 2024, “sobretudo por causa daquele consumidor atento à alternativa proteica que melhor se ajusta ao seu orçamento financeiro”. “Na pecuária leiteira, uma projeção positiva dependerá da melhora no preço do leite e do sucesso das iniciativas de amenização das importações dos lácteos dos vizinhos do Mercosul”, diz o Sindirações.

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Economia

1

Cadeia de suínos movimentou R$ 371,6 bilhões em 2023, aponta ABCS

Cadeia de suínos movimentou R$ 371,6 bilhões em 2023, aponta ABCS
2

ITR: tudo que você precisa saber do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural

ITR: tudo que você precisa saber do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural
3

Arroz: consultor diz que importação é a saída, mas não é o momento

Arroz: consultor diz que importação é a saída, mas não é o momento
4

Prejuízos no agronegócio do RS passam de R$ 2 bilhões, estima Confederação Nacional dos Municípios

Prejuízos no agronegócio do RS passam de R$ 2 bilhões, estima Confederação Nacional dos Municípios
5

Cargill investiu R$ 2,5 bilhões no Brasil em 2023: “um lugar pra gente estar”

Cargill investiu R$ 2,5 bilhões no Brasil em 2023: “um lugar pra gente estar”
6

Entidades de SC pedem suspensão de leilão para compra de arroz

Entidades de SC pedem suspensão de leilão para compra de arroz

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas