Economia

Fávaro diz que todos podem prorrogar dívidas e promete o “melhor Plano Safra da história” 

Agricultores não beneficiados por decisão do CMN para prorrogar dívidas também podem renegociar , mas processo é mais criterioso 

2 minutos de leitura

03/04/2024

Por: Daumildo Júnior | daumildo.junior@estadao.com

lavoura de soja seca
Foto: Adobe Stock

O ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, disse que produtores que não foram contemplados no voto do Conselho Monetário Nacional (CMN) para prorrogação das dívidas também poderão ter as parcelas de 2024 renegociadas. No entanto, o processo deve exigir um pouco mais de comprovação. 

“O produtor de soja ou de milho do estado de Tocantins que não colheu muito bem e não está contemplado nesta resolução do CMN, não vai ter sua parcela de investimento prorrogada? Vai ter sua parcela de investimento prorrogada. A única diferença é que, como alguns estados não sofreram tanto como outros, pontualmente, basta o produtor juntar um laudo técnico de um engenheiro agrônomo, apontando que ele teve problema, e apresentar ao seu agente financeiro o pedido de prorrogação que será atendido”, indicou Fávaro.

O ministro justificou que a determinação do CMN não foi mais abrangente porque tiveram “particularidades” nas situações dos produtores e a generalização da medida poderia ir contra a responsabilidade orçamentária. A explicação foi dada aos jornalistas nesta quarta, 03, depois que o chefe da Agricultura participou da cerimônia de lançamento do certificado sanitário eletrônico para produtos de origem animal.

Depois da prorrogação de dívidas, agricultor espera linha emergencial

Fávaro também falou sobre a linha emergencial do BNDES. Conforme o Agro Estadão adiantou, o pleito é de que a linha seja dolarizada e com juros de 8,5%, sendo dois anos de carência e três anos para pagamento. 

“Também reivindicamos uma linha de crédito para os produtores possam saldar seus compromissos com os privados (dívidas com crédito privado). O BNDES está analisando. Na próxima reunião de diretoria deles acho que isso vai para pauta e se aprovado será anunciado e será um outro grande avanço”, apontou Fávaro.

As reuniões de diretoria do BNDES acontecem nas quintas-feiras. Até o momento, o Agro Estadão não conseguiu confirmar se o assunto está na pauta. 

Plano Safra recorde

Representantes do setor produtivo têm se reunido para discutir as prioridades para o próximo Plano Safra. Na semana passada, o ministro recebeu os pedidos da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). Apesar de não entrar em detalhes, Fávaro disse que o Plano Safra 24/25 será recorde. 

“Nós vamos fazer o melhor Plano Safra da história e eu tenho certeza que está todo mundo imbuído para isso, no momento onde o setor precisa de mais crédito, mais linhas de crédito disponíveis, com taxas de juros mais reduzidas, para voltar a ter competitividade e rentabilidade, com os preços de commodities achatados, foram perdidos nesse último ano”, expressou o ministro.

A previsão de oferta de recursos para o Plano Safra 2023/2024 é de R$ 364,2 bilhões. 

Bom Dia Agro

Newsletter

X
Carregando...

Seu e-mail foi cadastrado!

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Bem-vindo (a) ao Bom dia, Agro!

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Mantenha-se conectado!

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Economia

1

O Brasil já é autossuficiente na produção de cacau ou precisamos importar? 

O Brasil já é autossuficiente na produção de cacau ou precisamos importar? 
2

Atemoia: fruta exótica e doce conquistou o mercado internacional

Atemoia: fruta exótica e doce conquistou o mercado internacional
3

Cacau atinge preço histórico e ultrapassa U$ 10 mil a tonelada; até quando os produtores vão lucrar? 

Cacau atinge preço histórico e ultrapassa U$ 10 mil a tonelada; até quando os produtores vão lucrar? 
4

Desafios no cacau: produtores cobram políticas de apoio e incentivo 

Desafios no cacau: produtores cobram políticas de apoio e incentivo 
5

Tabaco: alta rentabilidade mantém agricultores familiares na cultura

Tabaco: alta rentabilidade mantém agricultores familiares na cultura
6

Município de Mato Grosso trava luta judicial para não perder 80% do território

Município de Mato Grosso trava luta judicial para não perder 80% do território

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas