AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Agropolítica

Agricultura lança certificado sanitário eletrônico para produtos de origem animal

Emissão do documento digitalmente elimina algumas horas no processo e é comemorado pelo setor de proteína animal

1 minuto de leitura

03/04/2024 | 18:41

Por: Daumildo Júnior | daumildo.junior@estadao.com

ministro da agricultura e secretário de defesa agropecuária
Ministro da Agricultura, Carlos Fávaro e secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Carlos Goulart, apresentam nova ferramenta. Foto: Mapa/Divulgação.

O Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) lançou nesta quarta-feira, 03, o certificado sanitário nacional eletrônico para produtos de origem animal. Segundo a pasta, o documento passa a ser emitido de forma remota, dando mais celeridade nas negociações com produtos, como carnes e ovos, além de confiança ao sistema de certificação. 

Na prática, ele elimina o tempo de busca do documento físico por parte das empresas que têm o Serviço de Inspeção Federal (SIF) e que fazem o transporte nacional dessas mercadorias. “É como se você solicitasse o seu passaporte e conseguisse imprimir ele em casa, não precisasse ir buscar ele na Polícia Federal”, exemplificou o secretário de Defesa Agropecuária, Carlos Goulart. O certificado já está em funcionamento no Sistema de Informações Gerenciais do Serviço de Inspeção Federal (SIGSIF). 

O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin, também participou da cerimônia e ressaltou que essa medida era esperada há pelo menos oito anos. Ao Agro Estadão, Santin disse que a possibilidade emitir o certificado sanitário de forma digital melhora a competitividade do Brasil

“Ela (a medida) traz transparência, segurança, não só para as empresas mas para o auditor fiscal, e dá agilidade. A gente ganha horas de vantagem. É competitividade na veia. Eu deixo de perder tempo em porto, eu deixo de perder tempo juntando e imprimindo papéis, carimbando e depois levando esse material para um lugar onde possa ser despachado. Com esse certificado, fica automático. Quando a gente ganha instrumentos como esses, eles agilizam e melhoram o nosso desempenho e competitividade garantindo protagonismo brasileiro nas proteínas animais.”

O ministro da Agricultura disse que em breve a certificação sanitária para os produtos de origem vegetal também deve ser liberada. “Não quero cravar o dia, mas nós combinamos que vai no mês de abril em um navio atracado que vai estar carregando soja ou milho ou algum grão que esteja embarcando para exportação e essa certificação será feita eletronicamente”, afirmou Fávaro na cerimônia.

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Agropolítica

1

Crise no arroz: entenda a queda de braço entre governo e setor produtivo

Crise no arroz: entenda a queda de braço entre governo e setor produtivo
2

Governo destina mais R$ 6,7 bi para importação de arroz e setor reage: “um desastre”

Governo destina mais R$ 6,7 bi para importação de arroz e setor reage: “um desastre”
3

Exclusivo: Plano Safra 2024/2025 pode ter R$ 540 bilhões

Exclusivo: Plano Safra 2024/2025 pode ter R$ 540 bilhões
4

Farsul diz que cada produtor rural perdeu, em média, R$ 1,4 milhão nas enchentes do RS

Farsul diz que cada produtor rural perdeu, em média, R$ 1,4 milhão nas enchentes do RS
5

Projeto que exclui invasores de terras de programas sociais é aprovado na Câmara Federal

Projeto que exclui invasores de terras de programas sociais é aprovado na Câmara Federal
6

Conab nega influência do governo em leilão de arroz; ex-assessor de Neri Geller representa três empresas vencedoras

Conab nega influência do governo em leilão de arroz; ex-assessor de Neri Geller representa três empresas vencedoras

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas