Economia

Agropecuária registra crescimento de 11,5% em valor exportado de fevereiro; algodão lidera as altas

Valor total das exportações no mês passado foi recorde e somou U$ 23,5 bilhões

2 minutos de leitura

06/03/2024

Por: Daumildo Júnior | daumildo.junior@estadão.com

Navio em porto de exportação
Foto: Adobe Stock

O MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços) divulgou nesta quarta, 06, informações da Balança Comercial de fevereiro. Segundo os dados, o setor da Agropecuária teve crescimento de 11,5% em fevereiro se comparado ao mesmo período do ano passado. A soma total desses produtos foi de U$ 4,86 bilhões.

Os destaques em valores exportados foram: 

  • Algodão em bruto – alta de 498,1%
  • Café não torrado – alta de 71,5%
  • Soja – alta de 4,5%

No entanto, o que pesou para os dados positivos da receita foram os volumes exportados. Ao todo, os itens agropecuários tiveram um crescimento de volume de 34,5%. Os preços tiveram um recuo de 17,1%, se comparado a fevereiro de 2023.

A Indústria de Transformação, que inclui também produtos agropecuários processados, registrou crescimento de 5% frente a fevereiro de 2023. O valor total obtido foi de U$ 12,81 bilhões. Entre os destaques estão:

  • Açúcares e melaços – alta de 201,2%
  • Carne bovina fresca, refrigerada ou congelada – alta de 32,2%
  • Farinhas de carnes e outros alimentos para animais (excluídos cereais não moídos), farinhas de carnes e outros animais – alta de 9,8%
  • Celulose – alta de 5,6%

No retrato do acumulado do ano, a Agropecuária teve crescimento da receita de 15,5% e já soma U$ 9,13 bilhões. Soja, café não torrado e algodão foram os itens com maior crescimento.

Quando se trata de todas as exportações de fevereiro, o Brasil registrou um recorde de U$ 23,5 bilhões, alta de 16,3% em valor exportado. “É o maior valor exportado da série histórica para meses de fevereiro. É um recorde para esse período motivado pelo crescimento de 20,9% no volume embarcado”, afirmou o Diretor de Estatísticas e Estudos de Comércio Exterior, Herlon Brandão durante a coletiva.

Milho e trigo apresentaram queda nas vendas em fevereiro 

Dos grupos de produtos agropecuários sem processamento, o milho não moído, o trigo e centeio não moídos, e as sementes oleaginosas (girassol, gergelim, canola, algodão) tiveram desempenho abaixo em relação ao ano passado. As quedas foram de 65,9%, 39,1% e 32,5% respectivamente.

As gorduras e óleos vegetais (soft, bruto ou fracionado) também registraram redução de 82,8% na receita em comparação com fevereiro de 2023.  

Receita de exportações para a Argentina reduz 28%

Segundo o MDIC, a soja e a energia elétrica foram os principais responsáveis pela queda no valor das exportações para a Argentina nos primeiros meses do ano. 

Em janeiro e fevereiro de 2023, o país vizinho importou 226 mil toneladas de soja brasileira. Nesse mesmo período de 2024, as importações foram de 9,7 mil toneladas. Em valores, a queda chega a 96%.

Bimestre também marcado pela importação de fertilizantes

No acumulado dos dois primeiros meses do ano, os dados também demonstraram que houve um crescimento de 3,8% no volume importado de adubos e fertilizantes. 

Essa alta se deve também pelos valores, que em janeiro e fevereiro de 2024 registraram queda de 32,2% em comparação ao mesmo período de 2023.

Bom Dia Agro

Newsletter

X
Carregando...

Seu e-mail foi cadastrado!

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Bem-vindo (a) ao Bom dia, Agro!

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Mantenha-se conectado!

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Economia

1

O Brasil já é autossuficiente na produção de cacau ou precisamos importar? 

O Brasil já é autossuficiente na produção de cacau ou precisamos importar? 
2

Atemoia: fruta exótica e doce conquistou o mercado internacional

Atemoia: fruta exótica e doce conquistou o mercado internacional
3

Cacau atinge preço histórico e ultrapassa U$ 10 mil a tonelada; até quando os produtores vão lucrar? 

Cacau atinge preço histórico e ultrapassa U$ 10 mil a tonelada; até quando os produtores vão lucrar? 
4

Desafios no cacau: produtores cobram políticas de apoio e incentivo 

Desafios no cacau: produtores cobram políticas de apoio e incentivo 
5

Tabaco: alta rentabilidade mantém agricultores familiares na cultura

Tabaco: alta rentabilidade mantém agricultores familiares na cultura
6

Município de Mato Grosso trava luta judicial para não perder 80% do território

Município de Mato Grosso trava luta judicial para não perder 80% do território

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas