Economia

RS deve produzir 70% a mais de soja nesta safra, diz Emater; no Paraná, colheita atinge 64%, segundo Deral

Estimativa é que as lavouras do Rio Grande do Sul produzam 22,24 milhões de toneladas de soja

1 minuto de leitura

05/03/2024

Por: Fernanda Farias | fernanda.farias@estadao.com

lavoura de soja em Sarandi, Rio Grande do Sul
Lavoura de soja em Sarandi, norte do Rio Grande do Sul. Foto: Alencar Rugeri - Emater/RS-Ascar

O Rio Grande do Sul deverá colher 35,023 milhões de toneladas de grãos na safra 2023/2034, segundo a Emater/RS. A área plantada é de 8,43 milhões de hectares. Os dados da segunda estimativa da safra de grãos de verão foram divulgados nesta terça, 5, durante a Expodireto Cotrijal, em Não-Me-Toque, RS.

A principal cultura do estado, a soja, deve ter uma produção de 22,24 milhões de toneladas, um volume 70% maior do que no ciclo anterior, que foi bastante prejudicado pela estiagem. A área de cultivo da soja no Rio Grande do Sul chegará em 6,68 milhões de hectares (+0,35%). 

Também chama a atenção o aumento da produtividade das lavouras de soja: +70,83%. Na safra anterior, o resultado foi de 1.949 kg/ha, já neste ciclo, a cultura deve apresentar uma produtividade média de 3.329 kg/ha.  

A produção das lavouras de arroz irrigado deve somar 7,49 milhões de toneladas, de acordo com o Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga). A produtividade do cereal é estimada em 8.325 kg/ha.

Para o milho, a produção estimada é de 5,2 milhões de toneladas. Já o feijão 1ª safra resultou em 48,54 mil toneladas e na 2ª safra, a projeção é alcançar 31,2 mil toneladas. 

No Paraná, colheita da soja atinge 64% da área

A colheita da soja avançou 12% na última semana, de acordo com o Departamento de Economia Rural (Deral) do Paraná. A área colhida até o momento é estimada em 64% do total cultivado. Segundo o Deral, 66% das lavouras de soja estavam em boas condições até esta segunda-feira, 4. Já em condições médias, estavam 32% das lavouras e ruins, 8%.

Das lavouras de milho de primeira safra, 73% das áreas foram colhidas e a maior parte das lavouras (65%) foi considerada em boas condições. Da segunda safra, 82% da área já foi plantada, disse o Deral. 

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Economia

1

Atemoia: fruta exótica e doce conquistou o mercado internacional

Atemoia: fruta exótica e doce conquistou o mercado internacional
2

O Brasil já é autossuficiente na produção de cacau ou precisamos importar? 

O Brasil já é autossuficiente na produção de cacau ou precisamos importar? 
3

Cacau atinge preço histórico e ultrapassa U$ 10 mil a tonelada; até quando os produtores vão lucrar? 

Cacau atinge preço histórico e ultrapassa U$ 10 mil a tonelada; até quando os produtores vão lucrar? 
4

Desafios no cacau: produtores cobram políticas de apoio e incentivo 

Desafios no cacau: produtores cobram políticas de apoio e incentivo 
5

Tabaco: alta rentabilidade mantém agricultores familiares na cultura

Tabaco: alta rentabilidade mantém agricultores familiares na cultura
6

Município de Mato Grosso trava luta judicial para não perder 80% do território

Município de Mato Grosso trava luta judicial para não perder 80% do território

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas