AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Economia

PIB de Goiás cresce 4,4% em 2023 e fica acima do resultado nacional 

Avanços na agropecuária, indústria e serviços somaram R$ 336,7 bilhões

1 minuto de leitura

27/03/2024 | 14:16

Por: Da Redação

governador de Goiás, Ronaldo Caiado, anuncia resultados do PIB
O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, divulga resultados do PIB do estado. Foto: Wesley Costa

O Produto Interno Bruto (PIB) de Goiás encerrou o ano de 2023 totalizando R$ 336,7 bilhões, o que representa crescimento de 4,4% em relação a 2023. Os dados são do Instituto Mauro Borges (IMB), órgão de estudos e pesquisas do governo do estado. 

 De acordo com o IMB, os três setores pesquisados alcançaram recorde na comparação entre 2022 e 2023 e um incremento de R$ 26,5 bilhões. O setor que mais cresceu foi a agropecuária (+12,9%), seguido da indústria (+3,8%)e do setor de serviços (+2,2%). Este é responsável por cerca de 60% da economia local e inclui limpeza, atendimento ao consumidor, transporte e beleza até as finanças de modo geral. 

O resultado foi comemorado pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado, nesta quarta-feira, 27. “A gente busca dar liberdade econômica ao estado, facilitar a vida do empresário, diminuir a burocracia e dar eficiência, atendendo aqueles que geram emprego”, afirmou durante o anúncio.

Se confirmado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o percentual de 4,4% de avanço no PIB estadual estará acima da média para o Brasil no mesmo período, que é de 2,9%. E também será a segunda vez consecutiva que isso ocorre, já que o indicador avançou 6% por cento em 2022, enquanto o Brasil ficou com 2,9%. “São dados embasados, consistentes e confiáveis. Não tem nenhum achismo”, salientou Caiado.

Ainda de acordo com o IMB, Goiás registrou, em 2023, a maior participação histórica no PIB do país: 3,1%. “É uma tendência que vinha se apresentando desde 2018, e agora, em 2023, nós temos a maior participação do PIB nacional da nossa história”, comentou o diretor-executivo Erick Figueiredo. Em outra frente, houve redução do chamado “Custo Goiás”, o custo médio estimado para abertura e manutenção de empresas.

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Economia

1

Prorrogação de dívidas rurais em 2024: O que você precisa saber

Prorrogação de dívidas rurais em 2024: O que você precisa saber
2

Prejuízos no agronegócio do RS passam de R$ 2 bilhões, estima Confederação Nacional dos Municípios

Prejuízos no agronegócio do RS passam de R$ 2 bilhões, estima Confederação Nacional dos Municípios
3

Blairo Maggi: "2024 é um ano decisivo para a CPR"

Blairo Maggi: "2024 é um ano decisivo para a CPR"
4

Conheça os 10 tipos de feijão mais comum no Brasil

Conheça os 10 tipos de feijão mais comum no Brasil
5

Entidades de SC pedem suspensão de leilão para compra de arroz

Entidades de SC pedem suspensão de leilão para compra de arroz
6

RS envia primeira carga de laticínios para fora do estado

RS envia primeira carga de laticínios para fora do estado

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas