AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Summit Agro

Matcha: saiba o que é e como consumir

Conheça os benefícios de inserir matcha na dieta e como consumir esse produto

3 minutos de leitura

11/04/2023 | 10:00

Matcha virou “febre” em cafeterias, casas de produtos saudáveis e no feed de influenciadores de saúde e bem-estar, mas a bebida é muito mais do que um substituto do café. O consumo remonta a milênios, e a ciência vem descobrindo cada vez mais benefícios do uso.

Apesar de parecer coisa de outro mundo, o matcha é um ingrediente extraído da Camellia sinensis, mesma planta que fornece o chá preto e o chá verde. O composto, porém, é extraído das folhas jovens, que são cultivadas na sombra por 20 dias a 30 dias antes de serem colhidas.

Essas folhas são moídas e dão origem ao pó conhecido como matcha, que pode ser consumido de diversas formas, mas é mais utilizado em chás e bebidas frias. O modo de cultivo da planta aumenta a produção de clorofila e faz que o composto tenha mais aminoácidos, além de concentrar mais nutrientes como vitaminas e antioxidantes.

Matcha pode conter três vezes mais cafeína do que o chá verde convencional. (Fonte: Pixabay/Reprodução)

Como o matcha é produzido?

Cerca de duas semanas antes da colheita são construídas estruturas nos cultivos para manter a maior parte das plantas na sombra. O objetivo é deixar as folhas mais macias e brilhantes. Depois de colhidas, elas são postas no vapor, secas e aquecidas em fornos por um curto período. Após isso, são trituradas e dão origem ao pó.

Benefícios do matcha para a saúde

O modo de produção do matcha potencializa alguns dos benefícios já conhecidos do chá verde. A planta é rica em antioxidantes que ficam mais concentrados no matcha; com isso, reduz-se o risco de pressão sanguínea alta, além de controlar o colesterol, aumentando a saúde do coração.

O matcha tem catequinas, um tipo de antioxidante natural, e polifenóis, que ajudam a combater radicais livres. Assim, a bebida pode auxiliar a reduzir o desenvolvimento de envelhecimento precoce e doenças crônicas e degenerativas.

A quantidade de antioxidantes em um copo de matcha é dez vezes maior do que em um copo de chá verde. Os números são mais surpreendentes quando comparados com outros alimentos considerados ricos em antioxidantes: seis vezes maior do que na mesma quantidade de goji berry e 120 vezes mais do que na mesma medida correspondente de espinafre.

O matcha contém uma substância conhecida como L-teanina, que é estudada pelos benefícios que oferece ao cérebro. O consumo está associado à redução do risco de desenvolvimento de Parkinson e Alzheimer, além de ajudar na concentração.

A L-teanina, em conjunto com a cafeína, pode gerar alta concentração sem ansiedade, estado comparado a um alerta relaxado, por isso muitas pessoas estão substituindo o café pelo matcha.

Apesar de não ser possível afirmar cientificamente que o matcha previne o câncer, o composto contém epigalocatequina-3-galato (EGCG), substância que há tempos aparece em estudos associados à prevenção de alguns tipos da doença.

Matcha é também uma das bebidas mais estudadas no combate à artrite. Os polifenóis presentes nos chás verde, preto e branco são altamente anti-inflamatórios e combatem a destruição da cartilagem.

Por fim, o consumo regular tanto do chá verde quanto do matcha podem auxiliar na perda de peso. A bebida é diurética e acelera o metabolismo, ajudando no gasto de energia e na queima de gordura.

Como preparar o matcha?

Apesar de ser comumente consumido como chá, matcha pode ser utilizado em doces e salgados. (Fonte: Pixabay/Reprodução)

Para preparar a infusão de matcha, basta adicionar de 60 mililitros a 100 mililitros de água quente a uma colher (chá) de matcha e misturar até o pó se dissolver. A bebida é amarga e pode ser adoçada com açúcar mascavo ou mel. Além disso, pode ser suavizada com canela e raspas de gengibre.

O matcha também pode ser adicionado a uma série de bebidas, como sucos e shakes gelados. O pó pode ser utilizado em receitas de bolos doces ou salgados e como corante natural.

Vale lembrar que, por ser rico em cafeína, o matcha deve ser consumido com moderação. Em excesso, pode causar taquicardia, irritabilidade e insônia.

Fonte: Healthline, Tenzotea, WomensHealth, WebMD, Ecycle, Pubmed – An intervention study on the effect of matcha tea, in drink and snack bar formats, on mood and cognitive performance

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região