AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Agropolítica

Brasil x Israel: Entenda por que a crise diplomática não deve afetar o agronegócio

Confira artigo de Welber Barral sobre a relação entre os dois países

2 minutos de leitura

20/02/2024 | 15:52

Por: Fernanda Farias | fernanda.farias@estadao.com

presidente Lula fala sobre Israel em viagem a Etiópia
foto: Ricardo Stucker/PR

O mal estar causado pelas declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante viagem ao Egito, sobre a guerra entre Israel e Palestina, deve permanecer no campo político, segundo analistas ouvidos pelo Agro Estadão. A avaliação é de que ainda é muito cedo para refletir negativamente nas relações comerciais entre os dois países,  consideradas moderadas.

Em coletiva à imprensa realizada na capital da Etiópia, Adis Adeba, Lula comparou as ações de Israel na Faixa de Gaza ao extermínio de judeus pela Alemanha. “O que está acontecendo na Faixa de Gaza não existe em nenhum outro momento histórico, aliás, existiu, quando Hitler resolveu matar os judeus”, afirmou o presidente. 

No mesmo dia, o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, usou as redes sociais para defender o presidente Lula. “O presidente nunca deixou dúvidas do posicionamento contrário do nosso Brasil ao terrorismo. A soberania de uma Nação deve ser sempre respeitada. Ataques terroristas não podem ser admitidos” escreveu. 

A partir da fala do presidente Lula, o governo de Israel declarou o presidente do Brasil como “persona non grata” e o Itamaraty correu para amenizar a crise diplomática. Uma das medidas foi a determinação para o embaixador do Brasil em Israel, Frederico Meyer, voltar imediatamente ao país. Ele deixou Tel Aviv nesta terça-feira, 20.

O consultor de comércio internacional e ex-secretário de Comércio Exterior do Brasil, Welber Barral, acredita que é improvável um impacto comercial, porque existe um acordo de livre comércio entre Mercosul e Israel. 

“Além de ser uma relação estável e relativamente pequena, Israel tem mais a perder. Existe um superávit grande de equipamentos importados pelo Brasil. É claro que no médio prazo, teremos que renovar certificados sanitários, e o país  vai precisar de uma certa boa vontade do governo israelense”, avalia. 

Brasil compra fertilizantes e defensivos de Israel

Recentemente, Israel abriu o mercado para a carne de aves do Brasil. Mas as vendas não se concretizaram até agora, e por isso, o impacto da crise diplomática entre os dois países é considerado zero para o setor. Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal, até dezembro do ano passado, haviam sido enviadas 150 toneladas de carne de aves in natura.

O Brasil exporta principalmente petróleo, soja e carnes para Israel, que somaram US$ 661,8 milhões em 2023. De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), o Brasil importou US$ 1,35 bilhão em produtos israelenses, principalmente fertilizantes e defensivo.

Em janeiro deste ano, o Brasil exportou US$ 115,9 milhões para Israel, e importou US$ 63,9 milhões. 

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Agropolítica

1

Crise no arroz: entenda a queda de braço entre governo e setor produtivo

Crise no arroz: entenda a queda de braço entre governo e setor produtivo
2

Governo destina mais R$ 6,7 bi para importação de arroz e setor reage: “um desastre”

Governo destina mais R$ 6,7 bi para importação de arroz e setor reage: “um desastre”
3

Exclusivo: Plano Safra 2024/2025 pode ter R$ 540 bilhões

Exclusivo: Plano Safra 2024/2025 pode ter R$ 540 bilhões
4

Farsul diz que cada produtor rural perdeu, em média, R$ 1,4 milhão nas enchentes do RS

Farsul diz que cada produtor rural perdeu, em média, R$ 1,4 milhão nas enchentes do RS
5

Projeto que exclui invasores de terras de programas sociais é aprovado na Câmara Federal

Projeto que exclui invasores de terras de programas sociais é aprovado na Câmara Federal
6

Conab nega influência do governo em leilão de arroz; ex-assessor de Neri Geller representa três empresas vencedoras

Conab nega influência do governo em leilão de arroz; ex-assessor de Neri Geller representa três empresas vencedoras

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas