Agropolítica

Acordo Mercosul-União Europeia está a um ponto de ser implementado

Governo brasileiro acredita que o acordo sai até julho, após 25 anos de negociações.

1 minuto de leitura

20/02/2024

Por: Fernanda Farias | fernanda.farias@estadao.com

secretário de relações internacionais do Mapa fala ao microfone
Secretário de comércio e relações internacionais do Ministério da Agricultura, Roberto Perosa, em reunião do G20. Foto: EBC

O secretário de comércio e relações internacionais do Ministério da Agricultura, Roberto Perosa, está confiante de que o acordo Mercosul-União Europeia será implementado até metade do ano. Em nota, Perosa diz que dos dez pontos que precisavam ser renegociados, falta apenas um. 

“Acredito que até o meio do ano, teremos essa grande novidade. Estamos criando um mecanismo de arbitragem, uma câmara, para resolver o impasse entre os países integrantes, sem precisar acionar os órgãos internacionais”, explicou. 

Perosa afirma que este é um ponto relativamente fácil de ser resolvido e que o acordo finalmente deverá ser aprovado pela maioria dos 27 países que formam a União Europeia. Atualmente, cerca de seis países são contrários ao acordo porque consideram os produtos agropecuários brasileiros extremamente competitivos. Mas Alemanha, Espanha e Portugal, por exemplo, são a favor. 

A declaração foi dada antes de viajar para Dubai, para participar da maior feira de alimentos do Oriente Médio, a Gulfood. O secretário desembarcou nos Emirados Árabes no fim da manhã desta terça-feira, 20 (noite em Dubai).

“O Brasil precisa ter cartas na manga e fazer mais acordos internacionais”

Na avaliação de Perosa, o acordo Mercosul-UE é extremamente vantajoso para o Brasil no agronegócio, pois abre outras possibilidades. Segundo ele, o Brasil precisa fazer mais acordos internacionais.  Só em janeiro deste ano, houve a abertura de nove novos mercados para os produtos brasileiros. 

“Hoje, nós somos muito dependentes de exportação para a China e sudoeste asiático. E precisamos ter outras cartas na manga.  A UE é um mercado rentável e uma grande opção para o Brasil em momentos de crise com os outros mercados”, ponderou.

Os protestos que acontecem desde o início do ano na Europa não deverão atrasar o acordo, segundo o governo. Os mais recentes aconteceram na República Checa, nesta segunda-feira, 19. Agricultores bloquearam as ruas de Praga, em uma manifestação contra o Pacto Verde da União Europeia. O Green Deal prevê limites para o uso de produtos químicos e emissões de gases.

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Agropolítica

1

CMN autoriza prorrogação de dívidas que vencem em 2024

CMN autoriza prorrogação de dívidas que vencem em 2024
2

Bancada do agro elogia decisão do STF sobre terras indígenas: Gilmar Mendes suspende todas as ações que questionam Marco Temporal  

Bancada do agro elogia decisão do STF sobre terras indígenas: Gilmar Mendes suspende todas as ações que questionam Marco Temporal  
3

Terras indígenas: entenda decisão do STF que suspende demarcação no oeste do Paraná e destrava ações judiciais de reintegração de posse

Terras indígenas: entenda decisão do STF que suspende demarcação no oeste do Paraná e destrava ações judiciais de reintegração de posse
4

Terras indígenas: entidades do agronegócio reagem à tentativa do governo de derrubar marco temporal

Terras indígenas: entidades do agronegócio reagem à tentativa do governo de derrubar marco temporal
5

Vice-presidente Alckmin quer agilidade na aprovação dos “combustíveis do futuro”

Vice-presidente Alckmin quer agilidade na aprovação dos “combustíveis do futuro”
6

Gripe aviária: Ministério da Agricultura confirma novo foco da doença

Gripe aviária: Ministério da Agricultura confirma novo foco da doença

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas