AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Summit Agro

Quais são os principais tipos de abelhas no Brasil?

As abelhas são fundamentais para o agronegócio, mas vêm sofrendo ameaças que têm reduzido suas colônias e sua população

3 minutos de leitura

25/05/2023

As abelhas são insetos que desempenham um papel fundamental no ecossistema, e sua importância para o agronegócio é inestimável. Elas são responsáveis pela polinização de muitas plantas que são cultivadas para a produção de alimentos, como frutas, verduras e grãos, além de também serem as produtoras de mel, cera e própolis.

Apesar da importância, as abelhas enfrentam muitas ameaças, como a perda de habitat, o uso de pesticidas e a disseminação de doenças. Isso tem levado a uma redução no número de colônias e a um declínio na população, que pode ter consequências graves para a produção de alimentos e para o meio ambiente.

Existem mais de 20 mil espécies de abelhas, mas a maioria delas exibe comportamento solitário. No Brasil, são cerca de 300 espécies nativas e sem ferrão, que contribuem para as lavouras, florestas e as práticas de meliponicultura, além dos tipos introduzidos pela apicultura no País, que oferecem um maior perigo.

Conheça os principais tipos de abelhas presente no Brasil:

1. Abelha jandaíra

Espécies nativas do Brasil não possuem ferrão e são mais dóceis que os tipos introduzidos no País. (Fonte: Magda Cruciol/Embrapa/Reprodução)

A abelha jandaíra (Melipona subnitida) é mansa e sem ferrão, podendo ser cultivada em jardins sem uso de proteção. A espécie é endêmica da Região Nordeste do Brasil, sendo reconhecida como polinizadora das plantas nativas da Caatinga e da Mata Atlântica. Um enxame chega a produzir até um litro e meio de mel.

2. Abelha uruçu

A abelha uruçu (Melipona scutellaris) se destaca por seu tamanho, porém, são dóceis. Apesar de ser explorada pela facilidade de criação e produção de até 10 litros de mel por ano em cada colônia, a espécie está ameaçada de extinção na natureza. Essa abelha é encontrada no Nordeste e poliniza culturas de abacate, pimentão e pitanga.

3. Abelha uruçu-amarela

Expansão agrícola na área central do Brasil está ameaçando a existência da uruçu-amarela. (Fonte: Cristiano Menezes/Embrapa/Reprodução)

A espécie Melipona rufiventris, conhecida como uruçu-amarela ou tujuba, está em processo de extinção devido à redução de seu hábitat natural nas áreas de cerrado. Suas colônias chegam a ter 5 mil abelhas, com uma produção de 7 litros de mel por ano. O inseto é responsável por polinizar plantações, sendo importante para a agricultura familiar.

4. Abelha mandaçaia

A abelha mandaçaia (Melipona quadrifasciata) pode ser encontrada em todo o Brasil. Essa espécie constrói a entrada do ninho com barro, saliva e resina extraída das plantas, e poliniza plantações de abóbora, pimentão, pimenta-malagueta e tomate. O inseto produz um mel quase transparente com pouca acidez.

5. Abelha jataí

A espécie Tetragonisca Angustula, conhecida também como abelha jataí ou indígena, é pequena, com 4 milímetros a 5 milímetros. O inseto é comum em áreas urbanas, pois constroem seus ninhos em cavidades, como oco de árvores, tijolos ou latas abandonadas. Seu mel tem ação cicatrizante e bactericida, sendo usado também para tratar resfriado e glaucoma.

6. Abelha europeia

A Apis mellifera, ou abelha europeia, é uma das mais utilizadas na apicultura, com participação importante na indústria alimentícia. O inseto tem adaptação fácil e é caracterizado por listras amarelas no corpo, que tem até 13 milímetros. Diferentemente das espécies brasileiras, essa abelha possui ferrão e a sua picada pode ser fatal.

7. Abelha africanizada

A Apis mellifera scutellata foi introduzida no Brasil na década de 1950 para fins de pesquisa, mas escapou e cruzou com espécies nativas, dando origem a abelhas africanizadas excelentes produtoras de mel, mas que possuem ferrão. Com caráter migratório, se espalhou pelo País. Esse tipo de abelha é conhecido por sua extrema agressividade.

Fonte: Guia Animal, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Ecoa, TAGS DO PROJET

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Summit Agro

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas