AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Summit Agro

Quais são as melhores raças de gado de corte?

Pecuária de corte cresce com melhoria genética e já responde por 10% do PIB brasileiro

3 minutos de leitura

16/11/2022 | 12:34

A importância da produção de carne bovina na economia nacional vem crescendo nos últimos anos. A pecuária de corte movimenta quase R$ 750 bilhões por ano, o que representa 10% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, segundo a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec).

Um rebanho de 187 milhões de cabeças ocupa um espaço limitado de 165 milhões de hectares de pasto; portanto, o crescimento do faturamento do setor depende, principalmente, do aumento da produtividade do gado de corte.

Nesse sentido, a escolha da melhor genética é o primeiro passo para alavancar a produção de carne. Conheça as melhores raças de gado de corte para pecuária brasileira.

Angus

De origem europeia, o boi Angus se adaptou ao clima brasileiro, sobretudo nas regiões mais frias. Esses animais têm fertilidade, facilidade de parto e longevidade boas, além de desenvolvimento precoce. A carne é suculenta e macia, conhecida pelo excelente marmoreio, o que garante um mercado amplo e qualificado.

Brahman

O gado de corte Brahman é indicado para a produção de carcaças para indústrias. Adaptados aos climas quentes e frios, esses animais podem ser cruzados facilmente com outras raças, como a Nelore, para elevar seu desempenho. As fêmeas se reproduzem até os 20 anos de idade. Além da pecuária de corte, essa raça é utilizada para a produção leiteira.

Brangus

Brangus foi desenvolvido, de forma simultânea, no Brasil, nos Estados Unidos, na Austrália e na Argentina. (Fonte: Word Imagens/Reprodução)

Fruto do cruzamento das raças Brahman e Angus, o gado Brangus alia a rusticidade com a marmorização da carne. Criado em confinamento devido à dificuldade de adaptação ao clima tropical, a raça tem um ganho de peso elevado com rendimento de carcaça que chega a 60%. Sua carne é apreciada por boutiques.

Canchim

A raça Canchim é fruto de um desenvolvimento científico que buscou obter uma carne de qualidade adaptada às condições brasileiras com mais precocidade, mas sem perder a rusticidade.

Assim, gerada pelo cruzamento entre o Zebu e o Charolês, a raça suporta altas temperaturas e apresenta uma boa reprodutividade, sendo indicada para o cruzamento industrial.

Guzerá

O Guzerá é uma raça zebuína com machos que pesam até 950 quilos. Com uma alta fertilidade, além do gado de corte, o rebanho pode ser utilizado para a criação de reprodutores. Os animais são resistentes a períodos de seca sem perder peso e ainda têm aptidão para o leite.

Hereford

As principais características da raça Hereford são a fertilidade, a rusticidade, a longevidade e a eficiência alimentar. Com fácil adaptabilidade, esses animais são criados amplamente em várias regiões do mundo, o ciclo de engorda dura entre 20 meses e 26 meses, em média, o que garante um papel de destaque na indústria da carne bovina.

Nelore

Os primeiros animais Nelore chegaram ao Brasil no final do século 18. (Fonte: Word Imagens/Reprodução)

Os bois Nelore representam 80% da produção de carne brasileira. De origem indiana, essa raça se adaptou às altas temperaturas do clima brasileiro e desenvolveu uma resistência natural a parasitas. Além disso, tem boa longevidade reprodutiva, com carcaça valorizada no mercado pela qualidade da carne com bom índice de gordura.

Senepol

O rápido crescimento e o ciclo de engorda curto favorecem a criação de Senepol. O gado de corte dessa raça tem alta capacidade de transformar pasto em carne, ficando pronto para o abate de forma precoce. Os animais são rústicos, dóceis e têm grande adaptabilidade ao calor e à umidade, sendo resistentes.

Tabapuã

O Tabapuã é o resultado do cruzamento de diversas raças de beduínos, sendo considerado o “Zebu brasileiro”. Dócil e com excelente rendimento, pode ser criado em confinamento para acelerar o ganho de peso. Nas condições ideais, o abate acontece aos 30 meses. A raça também é indicada para a produção de leite.

Fonte: Canchim, Coinma, Boi Saúde, Associação Brasileira das Indústrias Exportadores de Carne (Abiec)

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região