AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Summit Agro

Conheça os 5 produtos agrícolas mais comercializados no Brasil

Apenas cinco produtos agrícolas foram responsáveis por mais de 70% do valor bruto da produção do agronegócio em 2022

3 minutos de leitura

02/06/2023 | 11:49

O agronegócio brasileiro alcançou um valor bruto de produção (VBP) de R$ 1,19 trilhão em 2022, um número que representa o dobro do resultado alcançado duas décadas antes. Apesar de ter um portfólio de produtos agrícolas bastante diversificado, apenas cinco itens responderam por mais de 70% do faturamento do setor.

Desde a pandemia, a agricultura vem mostrando a sua força, saindo de um VBP de R$ 587,9 bilhões, em 2019, para R$ 815,5 bilhões em 2022, um avanço de 40%. O faturamento da pecuária teve um crescimento menos expressivo, mas subiu 12% no mesmo período, partindo de R$ 333,5 bilhões, antes da crise sanitária, para R$ 374,6 bilhões no ano passado.

Veja quais são os cinco produtos agrícolas mais comercializados no País.

1. Soja

Desde 2007, a soja é o produto agrícola com maior faturamento do Brasil. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

A soja é o principal produto agrícola do Brasil, contribuindo com R$ 338 bilhões para o VBP, cerca de 30% do faturamento do agronegócio. A produção do grão se concentra no Mato Grosso, no Paraná, no Rio Grande do Sul e em Goiás, e tem como principal destino a exportação, sobretudo para China, onde é utilizado para a alimentação de suínos e de aves.

De acordo com projeção da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a soja deve ocupar uma área de 43 milhões de hectares na safra 2022/2023, um avanço de 4,9% em relação à temporada anterior. O volume produzido deve alcançar 151 milhões de toneladas, crescendo 20,6% sob o impulso do aumento de 15% de produtividade.

2. Carne bovina

O Brasil tem o maior rebanho de bois destinado à comercialização do mundo, com mais de 220 milhões de cabeças. A carne bovina faturou R$ 151 bilhões em 2022, liderados pelo Mato Grosso, Estado que teve um VBP de R$ 25 bilhões no setor e abriga um plantel com quase 32 milhões de animais, o que representa 15% do total nacional.

A maior parte da produção brasileira de pecuária de corte abastece o mercado doméstico. Nas exportações, assim como a soja, a carne bovina tem a China como principal destino. Para 2023, o Brasil deve produzir 10,57 milhões de toneladas da proteína animal, um avanço de 2,6% com relação ao ano anterior.

3. Milho

Lavouras de milho sofreram forte estiagem nos últimos anos, mas produção brasileira deve se recuperar. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

O agronegócio brasileiro é o único entre os grandes produtores de milho que consegue colher três safras do cereal por ano. Em grande parte do País, o milharal é cultivado nas mesmas áreas que a soja. O Mato Grosso lidera a produção nacional do grão, com um volume maior do que as regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Sul somadas.

Apesar das adversidades climáticas, o VBP do milho vem crescendo muito nos últimos cinco anos. Em 2022, o milho faturou R$ 148 bilhões, o dobro dos R$ 77 bilhões registrados em 2018. Para a atual safra, a estimativa é de um avanço de 10% no volume, alcançando 124,6 milhões de toneladas, com boa parte destinada ao mercado nacional.

4. Carne de frango

Os frangos são o maior rebanho de animais do Brasil, com mais de 1,5 bilhão de cabeças de corte e poedeiras, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A carne dessas aves representou um VPB de R$ 112 bilhões em 2022, com mais da metade do faturamento concentrado na região Sul, com destaque para o Paraná.

Em 2023, o Brasil deve produzir 14,8 milhões de toneladas de frango, de acordo com estimativa do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Cerca de 10 milhões de toneladas devem ser destinadas ao mercado local. As exportações devem alcançar 4,6 milhões de toneladas, tendo como principais destinos a China e o Japão.

5. Cana-de-açúcar

O Brasil é o maior produtor mundial de cana-de-açúcar, com uma produção estimada de quase 600 milhões de toneladas na safra 2022/2023, uma alta de 4,4% frente à temporada anterior.

O setor sucroenergético deve produzir 36,4 milhões de toneladas de açúcar e 25 bilhões de litros de etanol a partir da cana. O VBP do produto agrícola alcançou R$ 99 bilhões em 2022. Mais de 60% do valor produzido vem dos Estados do Sudeste, principalmente de São Paulo.

Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Ministério da Agricultura e Pecuária, Companhia Nacional de Abastecimento (Conab)

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Summit Agro

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas