AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Summit Agro

Como reduzir a queda de frutos na citricultura?

Greening é responsável pela queda de cerca de 4% da produção da citricultura brasileira, mas biofertilizante pode reduzir prejuízo

2 minutos de leitura

09/02/2023 | 10:00

A citricultura brasileira perde, em média, 4% da produção devido à queda de frutos causada por greening. A doença bacteriana provoca o amarelamento das folhas e a malformação de laranjas, tangerinas e limões e se dissemina rapidamente no pomar.

Para reduzir os danos causados pela praga, uma pesquisa realizada pelo Instituto Agronômico de Campinas (IAC-Apta) durante 20 anos desvendou o mecanismo de funcionamento do amarelinho, patologia causada pela clorose variegada dos citros (CVC).

Com isso, os pesquisadores desenvolveram uma molécula sustentável e economicamente viável que posteriormente se mostrou eficaz também contra o greening. A partir desse produto, a startup CiaCamp produziu um biofertilizante para colocar a solução no mercado.

Como acontece a queda de frutos do citros?

Biofertilizante ajuda a fortalecer defesa dos pomares de citros. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

A queda de frutos nos pomares de citros pode acontecer por diversos fatores fisiológicos e climáticos. Entre os motivos estão má adubação, estresse hídrico ou irrigação excessiva, pragas e doenças. Em média, 7% da produção total caem por motivos naturais do desenvolvimento vegetal, enquanto 10% são “derrubados” por patologias.

Entre as principais doenças estão:

  • podridão floral — o fungo Colletotrichum acutatum infecta as flores, provocando o apodrecimento e impedindo a formação dos frutos;
  • cancro cítrico — disseminada por ar, água e objetos, a doença bacteriana causa lesões em tom marrom em folhas, ramos e frutos, provocando a queda prematura;
  • greening — a bactéria causa amarelamento nas folhas e no resto da planta, com deformação, abortamento de sementes e queda intensa de frutos.

A atuação do biofertilizante

Molécula proporciona frutos mais saudáveis. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

A molécula N-Acetil-Cisteína (NAC) tem a propriedade de quebrar o campo das bactérias capazes de colonizar organismos. A substância já é utilizada para combater infecções bacterianas em vias aéreas humanas, e o estudo recente descobriu que a NAC poderia também impedir a colonização de bactérias nas folhas das plantas, além de ter ação antioxidante.

As bactérias que causam greening liberam radicais livres que geram estresse e envelhecimento vegetal. Com a ação de combate aos radicais livres, a molécula tem a capacidade de reduzir os efeitos do greening na perda de produção. Com a aplicação do novo bioinsumo, os radicais livres diminuíram e as enzimas que desintoxicam os radicais livres aumentaram. Durante os experimentos, os sintomas da clorose foram atenuados e a quantidade de bactérias diminuiu.

Produtos existentes no mercado

A pesquisa resultou na produção de um fertilizante foliar organomineral. O produto, batizado de GRANBLACK®, fabricado pela Amazon Agrosciences, tem alta concentração de carbono orgânico, mix de aminoácidos e micronutrientes que foram capazes de reduzir em até 15% a queda de frutos nos pomares durante a fase de testes pela fabricante.

A molécula NAC também está presente em outro biofertilizante. O ÍKONE® tem como objetivo combater o cancro cítrico, doença que prejudica a qualidade dos frutos e diminui a fotossíntese. O produto desobstrui o aglomerado bacteriano na superfície das folhas para permitir a ocorrência do processo de produção de energia das plantas.

Fonte: Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frutas (Abrafrutas), Fundecitrus, Granblack, Fapesp

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Summit Agro

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas