AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Summit Agro

Como o mel pode ajudar a combater doenças cardiometabólicas?

Pesquisa canadense aponta que mel ajuda a combater obesidade, diabete do tipo 2 e hipertensão arterial

3 minutos de leitura

06/03/2023

O mel contribui para o controle de doenças cardiometabólicas, como obesidade, diabete do tipo 2 e hipertensão arterial, de acordo com um estudo realizado por cientistas canadenses. O alimento foi capaz de proporcionar melhorias em peso corporal, inflamação, perfil lipídico e controle glicêmico em animais e humanos.

Apesar das evidências sugerindo que a ingestão de mel pode ter efeitos benéficos para a saúde, os autores do estudo publicado na Nutrition Review, ligada à Universidade de Oxford, indicam que mais pesquisas são necessárias para confirmar essas descobertas e determinar como o efeito do alimento pode ser diferente de acordo com o tipo, a fonte floral e o preparo (cru ou processado).

O que são doenças cardiometabólicas?

Mel ajuda a combater problemas graves de saúde. (Fonte: Arwin Neil Baichoo/Unsplash/Reprodução)

As doenças cardiometabólicas são um grupo de condições médicas relacionadas entre si que incluem obesidade, diabetes tipo 2, hipertensão arterial e doenças cardíacas e estão associadas a fatores de risco como dieta inadequada, sedentarismo e tabagismo.

Esse grupo de enfermidades é grave porque elas podem estar relacionadas e levar a problemas de saúde como ataques cardíacos, derrames e insuficiência cardíaca. A hipertensão, por exemplo, pode causar danos nos vasos sanguíneos e problemas cardiovasculares.

A diabete pode prejudicar a função de vasos sanguíneos e nervos, aumentando o risco de doenças cardíacas e derrames. A obesidade e a dislipidemia, por sua vez, podem causar problemas cardiovasculares, como aterosclerose, e outras complicações de saúde.

Como o mel pode auxiliar no combate a doenças cardiometabólicas?

Abelhas desempenham papel importante na agricultura e na preservação do meio ambiente. (Fonte: Dmitry Grigoriev/Unsplash/Reprodução)

O estudo apontou que a ingestão diária de mel durante oito semanas reduziu os níveis de glicose no sangue durante o jejum e de colesterol ruim (LDL), além de contribuir para o aumento do colesterol bom (HDL) e de proteínas produzidas pelo sistema imunológico para combater inflamações.

A relação de causa e efeito do mel com a melhoria desses indicadores de saúde ainda não está nítida para os cientistas, mas a pesquisa indicou que os benefícios foram diferentes de acordo com as flores usadas pelas abelhas para produzir o alimento.

Outros benefícios do mel para a saúde

O mel é rico em antioxidantes e compostos anti-inflamatórios que podem ajudar a proteger o coração e os vasos sanguíneos, bem como melhorar a saúde da pele e do sono. Contudo, como o alimento é altamente calórico, o consumo deve ser moderado e combinado com dieta saudável e atividade física regular.

Os flavonoides presentes no alimento têm propriedades antioxidantes que contribuem para proteger as células do coração contra o dano celular causado pelos radicais livres. Além disso, o mel é rico em vitamina C, que tem papel importante na formação de colágeno, na absorção de ferro e no estímulo ao sistema imunológico.

Como apicultores podem se beneficiar das qualidades do mel?

Apicultores devem garantir as qualidades saudáveis do mel por meio de boas práticas de produção. As colmeias devem ser mantidas limpas e livres de contaminantes. Na extração e no armazenamento, a adição de substâncias indesejadas deve ser evitada, a fim de garantir a qualidade nutricional do alimento.

O mel é rico em nutrientes, como vitaminas e minerais, e apicultores podem destacar esses benefícios ao vender o produto, sobretudo para realizar parcerias com farmácias e lojas de saúde para oferecer o item diretamente a consumidores interessados em produtos naturais.

Alguns tipos de mel têm propriedades medicinais únicas e são vendidos a preços mais elevados do que o produto convencional. Apicultores podem se especializar na produção de determinada variedade para aproveitar essa demanda.

Fonte: Nutrition Review, Agrolink, Puro Verde

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Summit Agro

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas