AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Clima

Cooperativa agrícola gaúcha é destruída por microexplosão 

Entenda o fenômeno climático que destruiu a sede da Coopatrigo, no noroeste do Rio Grande do Sul; casas e empresas foram danificadas

3 minutos de leitura

17/06/2024 | 15:04

Por: Fernanda Farias | fernanda.farias@estadao.com

microexplosão destruiu cooperativa
Vista aérea da Coopatrigo após a microexplosão que atingiu São Luiz Gonzaga (RS). Foto: Comunicação Social 14º BPM

O trabalho na sede da Cooperativa Tritícola Regional São-Luizense (Coopatrigo) é para recuperar o que foi destruído no fim de semana. O complexo que fica no município de São Luiz Gonzaga é a sede administrativa da empresa e onde ficam o supermercado, centro agropecuário e dois armazéns. 

Um desses armazéns teve a cobertura arrancada deixando o trigo e a soja expostos. O presidente da Coopatrigo conta que o armazém tem capacidade para 30 mil toneladas – ou 500 mil sacas – e estava com cerca de 30% ocupada. Ao Agro Estadão, Paulo Pires disse que ainda não sabe o total de prejuízo. 

“Nossas forças se concentram em fazer o rescaldo da estrutura, limpar e tentar salvar o produto que está ali com o menor dano possível”, disse Pires. No momento da tempestade, a cooperativa estava fechada e, por isso, não houve feridos. A Coopatrigo tem 26 unidades espalhadas pelo estado e cerca de 8 mil cooperados. 

O complexo em São Luiz Gonzaga foi destruído por uma microexplosão que atingiu a região na noite do último sábado, 15. O fenômeno climático começou por volta de 22h30 e durou pouco mais de cinco minutos. 

Nas fotos, é possível perceber o tamanho da destruição. O vídeo abaixo, registrado por uma câmera de segurança, mostra o momento em que a tempestade começa, com muito vento e chuva.   

“Foi uma coisa impressionante, foram árvores de 50 anos torcidas como se fosse pela mão de alguém”, conta Paulo Pires, impressionado ainda com o cenário.

Mais de 1,2 mil casas e empresas foram danificadas, segundo a prefeitura. O município tem 34 mil habitantes e 15 mil estão sofrendo os efeitos do fenômeno, principalmente a falta de energia elétrica. 

Saiba o que é microexplosão e se ela pode se repetir

A forte tempestade que atingiu São Luiz Gonzaga está sendo caracterizada como microexplosão, mas também pode ser confundida com um tornado. O Agro Estadão conversou com a meteorologista Estael Sias, da MetSul, para saber a diferença entre os dois fenômenos. 

Estael Sias explica que os dois são bastante destrutivos. “O tornado é uma nuvem em formato de funil que desce de uma nuvem de tempestade e chega a 15 km de altura. Ela funciona como um aspirador e vai sugando tudo que encontra pelo caminho”, explica Estael. Segundo a meteorologista, a velocidade do vento varia entre 150km/h e 200km/h e tudo é muito rápido, dura menos de um minuto.  

“A microexplosão é uma rajada de vento que desce da nuvem em direção ao solo, em uma coluna de vento forte, e quando chega ao solo se espalha de dentro para fora, como uma explosão mesmo”, explica. A chuva torrencial e “na horizontal” é característica da microexplosão e pode ser percebida no vídeo abaixo.

A meteorologista ainda diz que a microexplosão é um “fenômeno severo e muito localizado” que nenhum modelo climático é capaz de indicar o horário e o local em que vai acontecer, assim como é possível prever as chuvas.

“Porém, pelas condições atmosféricas que se seguem de hoje [segunda, 17] para amanhã [terça, 18] não se afasta essa possibilidade em algum ponto da metade norte”, comenta Estael ao Agro Estadão. 

Segundo Estael, um a cada 100 tempestades que acontecem no Rio Grande do Sul são caracterizadas como “tornados” ou “microexplosões”. 

Siga o Agro Estadão no Google News e fique bem informado sobre as notícias do campo.

Câmera de segurança registra momento do fenômeno climático “microexplosão” em São Luiz Gonzaga (RS).

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Clima

1

Inverno deve favorecer trigo e frutas de temporada

Inverno deve favorecer trigo e frutas de temporada
2

Cooperativa agrícola gaúcha é destruída por microexplosão 

Cooperativa agrícola gaúcha é destruída por microexplosão 
3

Temporais voltam ao Sul do país com acumulados de até 300mm

Temporais voltam ao Sul do país com acumulados de até 300mm
4

Temporais no Sul e tempo seco com risco de queimadas no Centro-Oeste

Temporais no Sul e tempo seco com risco de queimadas no Centro-Oeste
5

Julho começa com frio, mas clima esquenta durante a semana

Julho começa com frio, mas clima esquenta durante a semana
6

Frio e geada: veja o que esperar para o clima neste fim de semana

Frio e geada: veja o que esperar para o clima neste fim de semana

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas