Agropolítica

Algodão brasileiro é apresentado na Indonésia e Bangladesh

Brasil é o terceiro maior produtor e segundo maior exportador mundial de algodão

2 minutos de leitura

28/02/2024

Por: Da Redação

Missão brasileira em seminário na Indonésia
Foto: Abrapa

A Associação Brasileira de Produtores de Algodão (Abrapa) termina nesta sexta-feira, 1º de março, a missão Indonésia-Bangladesh para aproximar os cotonicultores e traders do algodão brasileiro de lideranças empresariais dos dois países mais relevantes para o mercado da fibra.

Bangladesh é o maior importador mundial e segundo maior mercado do algodão brasileiro. Reuniões comerciais, encontros de negócios e uma edição do seminário “Cotton Brazil Outlook Dhaka” serão realizados no país. Entidades setoriais, órgãos públicos e empresários são público-alvo da comitiva.

A Missão Indonésia-Bangladesh é uma das ações de promoção internacional realizadas pelo Cotton Brazil, marca que representa a cadeia produtiva do algodão brasileiro em escala global. O programa da Abrapa é realizado em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e com apoio da Associação Nacional de Exportadores de Algodão (Anea).

Do total de algodão importado pela Indonésia, 23% foram do Brasil na temporada 2022/2023

Nesta semana, os encontros da comitiva brasileira liderados pela Abrapa aconteceram em Jakarta, capital da Indonésia, e terminaram com um seminário reunindo mais de 60 empresários e lideranças.

No ano comercial 2022/2023, 23% das importações de algodão feitas pelos indonésios tiveram o Brasil como origem. No total, a Indonésia adquiriu 362 mil toneladas nesta temporada, para abastecer sua indústria têxtil, que foi responsável por 1,7% da exportação global de roupas, em 2022. Atualmente, o país é o sétimo maior importador de pluma no mundo.

“Ao longo dos anos, o algodão brasileiro vem mostrando resiliência na competitividade e tem segurado uma boa fatia do mercado indonésio”, observou Bruno Breitenbach, adido agrícola brasileiro na Indonésia. Atualmente, o Brasil é o terceiro maior produtor e segundo maior exportador mundial de algodão, com estimativa de embarcar 2,34 milhões de toneladas no ciclo comercial 2023/2024.

Segundo o presidente da Abrapa, Alexandre Schenkel, a missão também serviu para mostrar as expectativas para o a safra 23/24 e os diferenciais da cotonicultura brasileira. Entre elas, está a rastreabilidade do produto desde a fazenda até a usina de beneficiamento. Na última safra, mais de 80% da produção recebeu certificação socioambiental e a colheita é feita atualmente totalmente de forma mecanizada no país, o que evita a contaminação do produto.

“Na temporada 2022/2023, o Brasil evoluiu em todos os indicadores de qualidade do algodão em relação à safra anterior”, destacou Schenkel em nota. No País, 100% da fibra produzida passa por análise laboratorial por equipamentos de alto volume (High Volume Instrument – HVI) – padrão internacional de classificação da pluma.

Bom Dia Agro

Newsletter

X
Carregando...

Seu e-mail foi cadastrado!

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Bem-vindo (a) ao Bom dia, Agro!

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Mantenha-se conectado!

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Agropolítica

1

CMN autoriza prorrogação de dívidas que vencem em 2024

CMN autoriza prorrogação de dívidas que vencem em 2024
2

Terras indígenas: entenda decisão do STF que suspende demarcação no oeste do Paraná e destrava ações judiciais de reintegração de posse

Terras indígenas: entenda decisão do STF que suspende demarcação no oeste do Paraná e destrava ações judiciais de reintegração de posse
3

Vice-presidente Alckmin quer agilidade na aprovação dos “combustíveis do futuro”

Vice-presidente Alckmin quer agilidade na aprovação dos “combustíveis do futuro”
4

Terras indígenas: entidades do agronegócio reagem à tentativa do governo de derrubar marco temporal

Terras indígenas: entidades do agronegócio reagem à tentativa do governo de derrubar marco temporal
5

Gripe aviária: Ministério da Agricultura confirma novo foco da doença

Gripe aviária: Ministério da Agricultura confirma novo foco da doença
6

Lei dos Agrotóxicos é prioridade na Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura

Lei dos Agrotóxicos é prioridade na Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas