AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Summit Agro

O que é biodiversidade e por que ela é importante?

Entenda a importância da preservação do meio ambiente para a manutenção da vida no planeta

5 minutos de leitura

17/07/2023 | 10:00

A biodiversidade é um termo que se refere à variedade de vida em nosso planeta, isso em relação às diferentes espécies de animais, plantas e microrganismos. O termo também é utilizado para designar os ecossistemas, espaços com características similares onde os diferentes tipos de vida coexistem e se influenciam.

O que é biodiversidade e qual a sua importância?

Em termos simples, a biodiversidade representa a grande variedade de seres vivos e os complexos sistemas naturais em que eles interagem em todo o planeta. Apesar da preocupação com a diversidade biológica e a conservação da natureza existirem há milênios, o termo biodiversidade é bem mais recente.

Ele foi definido pelo entomologista americano Edward O. Wilson e utilizado publicamente pela primeira vez em 1986, durante o Fórum Nacional sobre Biodiversidade, realizado nos Estados Unidos. O termo se popularizou durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento e Meio Ambiente, no Rio de Janeiro, em 1992 (ECO-92).

Desde que foi criado, o termo biodiversidade não aponta apenas para toda a gama de organismos vivos, como também para a sua importância e a necessidade de conservação. A Ciência não sabe ao certo o número exato de espécies animais e vegetais que existem no planeta. Estimativas citam números entre 10 milhões a 50 milhões, enquanto o número de espécies conhecidas e catalogadas se aproxima de 1,5 milhão.

Queimadas de áreas de florestas estão entre as principais ameaças para a biodiversidade. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

Todas essas espécies são importantes, pois desempenham um papel fundamental na manutenção do equilíbrio dos ecossistemas e no bom funcionamento do planeta. Cada uma tem sua função específica no ecossistema em que vive, contribuindo para processos essenciais como polinização, decomposição de matéria orgânica, ciclagem de nutrientes, sequestro de carbono, processos de evaporação, controle de pragas e muito mais.

Além disso, a biodiversidade nos fornece diversos benefícios diretos. Por exemplo, muitas plantas e organismos contêm substâncias químicas utilizadas na fabricação de medicamentos. A biodiversidade também proporciona alimentos, recursos naturais, recreação e abriga diversas comunidades de povos originários.

O que pode ameaçar a biodiversidade de um lugar?

A biodiversidade enfrenta ameaças significativas em todo o mundo. A sua diminuição pode ocorrer naturalmente, como com a chegada de um novo animal predador que não encontra competição em um ecossistema. Porém, a situação se tornou mais crítica com o avanço tecnológico humano, o aumento da população e as práticas usadas para aumentar cidades ou áreas de plantio.

A destruição de hábitats (principalmente de áreas de florestas), a exploração excessiva de recursos naturais e as mudanças climáticas causadas pela poluição são algumas das principais ameaças à biodiversidade do planeta.

O desmatamento e as queimadas são os principais vilões para as florestas, que são as áreas que mais contêm biodiversidade, tanto animal quanto vegetal. A utilização de grandes áreas de solo para a plantação de uma só cultura vegetal (monocultura) também diminui a biodiversidade. Além de destruir o hábitat de várias espécies, a monocultura torna grandes áreas mais suscetíveis ao ataque de pragas, que não encontram mais predadores nem barreiras naturais para a sua reprodução.

Floresta amazônica detém grande parte da biodiversidade do Brasil e do mundo. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

Biodiversidade brasileira e importância da Floresta Amazônica

O Brasil é privilegiado em termos de biodiversidade. Além do fato de ter extensões continentais, o País experimenta vários tipos de clima, o que faz que vários tipos de vida tenham se desenvolvido ao longo de milênios. Estima-se que 20% das espécies vivas do planeta se encontrem no Brasil, e os principais ecossistemas neste sentido são a Mata Atlântica e a Amazônia, um verdadeiro tesouro da biodiversidade mundial.

A biodiversidade amazônica é de extrema riqueza e singularidade. A região abriga uma enorme variedade de espécies de plantas, animais e microrganismos, muitos dos quais são exclusivos da área. A preservação dessa biodiversidade é essencial para a conservação das espécies e para a manutenção dos ecossistemas equilibrados.

A floresta amazônica desempenha um papel fundamental na regulação do clima global, absorvendo dióxido de carbono e atuando como um sumidouro de carbono. Sua preservação é crucial para mitigar as mudanças climáticas e evitar um aumento maior do aquecimento global.

A floresta é fundamental inclusive para o agronegócio brasileiro, pois é responsável por regular grande parte das chuvas que alcançam o Centro e o Sul do País. Nos últimos anos, quando as queimadas e o desmatamento alcançaram níveis recordes no local, várias safras foram afetadas por estiagens e precipitações abaixo do normal. Cientistas provaram a influência do desmatamento nos rios voadores do Brasil.

A biodiversidade amazônica tem um valor intrínseco e prático, pois a região abriga uma riqueza de conhecimentos tradicionais sobre o uso medicinal de plantas e oferece um enorme potencial para a descoberta de novos medicamentos e produtos naturais. Além disso, sustenta comunidades locais que dependem dos recursos naturais da floresta para sua subsistência.

Como proteger a biodiversidade?

A proteção da biodiversidade é uma tarefa difícil, mas que deve ser levada a sério por governos e comunidade locais, empresas, indústrias e produtores rurais. Mais do que parar de desmatar, é importante acabar com uma série de atividades que atacam a biodiversidade.

Poluir o ar ou a água afeta o desenvolvimento de vários microrganismos, e atrapalha toda a cadeia alimentar dos ecossistemas. Além disso, a poluição é uma das principais responsáveis pelas mudanças climáticas, que podem gerar eventos climáticos extremos, responsáveis diretos pela morte de animais e plantas.

A exploração excessiva de recursos naturais também contribui para a poluição e desmatamento, portanto a busca por práticas sustentáveis em todas as atividades produtivas é essencial para a manutenção da vida no planeta.

Autor: gov.br, Fiocruz, Terra Magna, Greenpeace, WWF

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Summit Agro

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas