PUBLICIDADE

AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Inovação

Empresa gaúcha lança óleo de noz-pecã 

Produto gourmet é inédito e desenvolvido após 20 anos de pesquisas; produção depende de maior disponibilidade do fruto

2 minutos de leitura 24/06/2024 | 13:00

Por: Fernanda Farias | fernanda.farias@estadao.com

Foto: Divinut/Divulgação
Foto: Divinut/Divulgação

A noz-pecã já é uma iguaria diferenciada, especialmente pelo sabor doce e amanteigado. Agora, imagine um óleo extraído desse fruto que pode substituir o azeite de oliva em saladas e no preparo de alimentos em geral. O óleo de noz-pecã é a aposta de uma empresa do Rio Grande do Sul que produz e exporta noz descascada há mais de 20 anos.

“É um óleo extravirgem, extraído a frio para preservar o sabor da pecã”,  conta Edson Ortiz, diretor da Divinut, de Cachoeira do Sul (RS). A iguaria foi apresentada durante a NaturalTech, maior feira de produtos naturais da América Latina, que aconteceu em São Paulo no mês de junho. Agora, o óleo de noz-pecã está sendo oferecido para empórios e distribuidoras de produtos naturais no país e também no exterior. 

Óleo de noz-pecã é vendido em vidro de 250 ml. Foto: Divinut/Divulgação.

A novidade vai além do sabor marcante da noz-pecã. O óleo também é saudável, como detalha a professora Doutora Jane Mara Block, do Departamento de Ciência e Tecnologia de Alimentos da Universidade Federal de Santa Catarina, que participou das pesquisas do produto. 

“Quando utilizado sem aquecimento mantém todas as qualidades sensoriais únicas, nutrientes e compostos bioativos que estão relacionados à uma dieta saudável. Ele apresenta 90% de ácidos graxos insaturados e em torno de 8% saturados”, destaca a pesquisadora.

Maior produção de óleo de noz-pecã depende de mais matéria-prima disponível

Inicialmente, a produção será em pouco volume. “Não vamos conseguir colocar no mercado os volumes que vínhamos projetando. A produção depende da disponibilidade de matéria-prima e, nesta safra, tivemos uma perda muito grande”, afirma Ortiz. 

PUBLICIDADE

É que o Rio Grande do Sul produz 80% da noz-pecã brasileira e as enchentes e inundações causaram a perda de boa parte dos pomares. Para ter uma ideia do prejuízo, o Brasil todo deve colher menos de 1 mil tonelada nesta safra, enquanto que em 2021, foram colhidas mais de 7 mil toneladas. 

A noz-pecã usada para extrair o óleo puro é produzida por quatro mil agricultores familiares, que fornecem o fruto para a empresa. O cultivo está concentrado em 600 municípios da região Sul do país.

“Como a matéria-prima é pouca, nós canalizamos o que produzimos em outras linhas até agora. Mas a ideia é aumentar a produção de óleo de noz-pecã, com o desenvolvimento dos novos pomares”, conta. 

A Divinut fornece noz-pecã descascada para todos os continentes, com uma média de 200 mil toneladas exportadas por ano. O maior volume vai para a Europa, mas o produto brasileiro acabou de entrar no Canadá e nos Estados Unidos e, em breve, deve chegar à China. “Estamos olhando para o mercado chinês que abriu. A China importa 45 mil toneladas de noz-pecã, do total de 300 mil toneladas produzidas no mundo”, conta o diretor  

Siga o Agro Estadão no Google News e fique bem informado sobre as notícias do campo.

PUBLICIDADE

Agro Estadão Newsletter

Newsletter

Acorde bem informado
com as notícias do campo

Agro Estadão Clima Agro Estadão Clima

Mapeamento completo das
condições do clima
para a sua região

Agro Estadão Clima
VER INDICADORES DO CLIMA

PUBLICIDADE

Notícias Relacionadas

Inovação

Embrapa prepara pedido de autorização para plantio de cannabis

Embrapa prepara pedido de autorização para plantio de cannabis

Solicitação deve ser protocolada na Anvisa no segundo semestre deste ano

Inovação

Embrapa desenvolve cultivar de trigo para o Cerrado voltada à confeitaria

Embrapa desenvolve cultivar de trigo para o Cerrado voltada à confeitaria

Entidade de pesquisa também deve lançar outras duas novas variedades, com resistência à brusone e maior produtividade

Inovação

Protocolo BRCana: tecnologia da Embrapa é considerada “a nova revolução” do setor sucroenergético

Protocolo BRCana: tecnologia da Embrapa é considerada “a nova revolução” do setor sucroenergético

Produtividade pode aumentar em 70% com o uso do protocolo BRCana, afirma pesquisador

Inovação

Soja Intacta: setor comemora uma década de tecnologia considerada revolucionária para aumento da produtividade

Soja Intacta: setor comemora uma década de tecnologia considerada revolucionária para aumento da produtividade

De acordo com a Bayer, Intacta RR2 PRO contribuiu para liderança brasileira no mercado da soja

PUBLICIDADE

“Busca Cacho” otimiza a colheita de açaí 

Equipamento “abraça” a palmeira e utiliza hastes ajustáveis para alcançar cachos de até 20 metros de altura

Plataforma reúne programa de fidelidade, vendas de produtos agropecuários e crédito rural

Multinacional aposta em ampliação nos meios digitais e quer trazer transações financeiras do offline para o online

Açaí: Pará investe em ações para driblar a sazonalidade da produção

Além da migração do cultivo de áreas de várzea para irrigadas, estado realiza intercâmbio tecnológico com a Colômbia

Abelhas e soja: uma combinação que pode dar (muito) certo

Pesquisa da Embrapa comprova o que agricultores e apicultores aprenderam na prática: a produtividade de soja e mel aumentam quando as culturas andam juntas

Logo Agro Estadão
Bom Dia Agro
X
Carregando...

Seu e-mail foi cadastrado!

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Bem-vindo (a) ao Bom dia, Agro!

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Mantenha-se conectado!

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.