AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Clima

Calor deve persistir até o meio da semana; produtores do Paraná relatam perdas de produtividade no milho

Perspectiva é de que haja chuva a partir de quarta-feira (20), o que deve provocar queda nos termômetros

1 minuto de leitura

18/03/2024 | 18:06

Por: Da Redação

Lavoura de milho com chuva
Chuva deve vir com frente fria que chega no meio da semana. Foto: Adobe Stock

O pico da onda de calor que provocou temperaturas acima de 5ºC para a média deste período em algumas partes do centro-sul do país já está desacelerando. É o que apontaram os meteorologistas da Nottus durante uma coletiva de imprensa na tarde desta segunda,18.

Eles também comentaram os efeitos do calorão para as lavouras do país. Segundo a meteorologista Desirée Brandt, o tempo mais firme pode ter ajudado a colheita da soja e a semeadura da safrinha, mas trouxe impactos negativos para as lavouras em fase de desenvolvimento, como cana e milho segundo safra já em estágio avançado. 

“Embora esse período de tempo firme favoreça esses trabalhos em campo [colheita e plantio], todas as lavouras estão sim sentindo o efeito do calor e da ausência de chuva. Pegando justamente essas áreas majoritárias, entre interior de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás e Mato Grosso”, destaca Brandt.

Alexandre Nascimento, também meteorologista, contou que já estão recebendo relatos de perda de produtividade em lavouras do Paraná. As temperaturas no interior do estado chegaram a 39ºC. 

“A gente ouviu alguns relatos vindos do Paraná já falando em perda de produtividade do milho provocado pelo calorão, principalmente, da semana passada. Algumas áreas podem já ter perda de produtividade por conta desse excesso de calor. […] Dessa vez a coisa foi muito forte. Uma temperatura muito alta”, disse Nascimento.

A expectativa dos especialistas é de que as temperaturas mudem a partir desta quarta, 20, com a chegada de uma frente fria. Ela deve começar pela região Sul e depois ir subindo pela costa do Sudeste. “A tendência, a partir de quarta-feira, 20, com essa nova frente fria, é realmente começar a cair. Sexta -feira, 22, sábado, 23, pode até ter uma sensaçãozinha de frio”, afirmou Nascimento. 

Esse refresco deve se estender até a outra semana. Brandt explicou que estão previstas precipitações mais volumosas até o fim de março, mas essas precipitações devem marcar o fim do período chuvoso para o Centro-Oeste e Sudeste do país. 

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Clima

1

Semana começa com alerta de temporais na Região Sul do país

Semana começa com alerta de temporais na Região Sul do país
2

Lavouras de soja do RS devem ser abandonadas pela inviabilidade econômica

Lavouras de soja do RS devem ser abandonadas pela inviabilidade econômica
3

Frente fria traz alerta de mais temporais no RS e em SC

Frente fria traz alerta de mais temporais no RS e em SC
4

Frente fria avança no Sul e leva mais chuva ao RS; há alerta de temporais em SC 

Frente fria avança no Sul e leva mais chuva ao RS; há alerta de temporais em SC 
5

Milho 2ª safra: Déficit hídrico reduz qualidade das lavouras do Paraná

Milho 2ª safra: Déficit hídrico reduz qualidade das lavouras do Paraná
6

Frio intenso e geada: Sul do Brasil entra em alerta meteorológico

Frio intenso e geada: Sul do Brasil entra em alerta meteorológico

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas