AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Economia

Abate de bovinos cresce 24,6% e bate novo recorde 

Foram abatidas 9,3 milhões de cabeças de gado no primeiro trimestre; já os abates de suínos e aves recuaram no período

2 minutos de leitura

06/06/2024 | 11:16

Por: Sabrina Nascimento

frigorifico de abates
Foto: Adobe Stock

O abate de bovinos subiu 24,6% no primeiro trimestre deste ano em comparação com o mesmo período de 2023. Foram abatidas 9,30 milhões de cabeças sob algum tipo de serviço de inspeção sanitária. O resultado indica um novo recorde na série histórica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), iniciada em 1997. 

Janeiro destacou-se como o mês de maior atividade do trimestre, com um abate total de 3,15 milhões de cabeças, uma variação positiva de 23,7% em relação ao mesmo mês do ano anterior. 

Na comparação com o quarto trimestre do último ano, o crescimento foi de 1,6%. 

O aumento no abate de bovinos foi impulsionado por incrementos em 23 dos 27 estados, com os maiores aumentos ocorrendo em:

  • Mato Grosso (+420,07 mil cabeças)
  • Goiás (+263,41 mil cabeças)
  • São Paulo (+219,41 mil cabeças)

Em contrapartida, a variação negativa mais expressiva foi no Rio Grande do Sul (-34,41 mil cabeças). 

Mato Grosso, estado com maior rebanho bovino nacional, continua liderando o abate, com 18,3% da participação total, seguido por Goiás (10,8%) e São Paulo (10,0%).

Abate de suínos e aves teve desempenho diferente

Suínos – o abate de suínos teve uma leve queda de 1,6% em relação aos primeiros três meses do ano passado, totalizando 13,95 milhões de cabeças. De acordo com o IBGE, este declínio foi impulsionado por reduções em 15 das 24 Unidades Federativas participantes da pesquisa. As quedas mais significativas ocorreram em Minas Gerais (-179,32 mil cabeças) e no Rio Grande do Sul (-85,35 mil cabeças). 

Santa Catarina lidera o abate de suínos, com 29,8% da participação nacional, seguido por Paraná (22,3%) e Rio Grande do Sul (17,1%).

Aves – o abate de frangos também registrou uma queda de 1,2% no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2023, com um total de 1,59 bilhão de cabeças abatidas. A redução foi determinada pela queda no abate em 13 das 25 Unidades Federativas participantes da pesquisa, sendo o Rio Grande do Sul o mais afetado (-21,52 milhões de cabeças). No entanto, o total de abate de frangos aumentou 4,0% em comparação com o quarto trimestre do ano passado. 

O Paraná continua a liderar amplamente o abate de frangos, com 34,6% da participação nacional, seguido por Santa Catarina (13,6%) e Rio Grande do Sul (11,9%).

Siga o Agro Estadão no Google News e fique bem informado sobre as notícias do campo.

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Economia

1

Blairo Maggi: "2024 é um ano decisivo para a CPR"

Blairo Maggi: "2024 é um ano decisivo para a CPR"
2

Cafés especiais: a aposta que deu certo 

Cafés especiais: a aposta que deu certo 
3

Butiá: conheça a fruta, os tipos, a origem e a forma de plantar e cuidar

Butiá: conheça a fruta, os tipos, a origem e a forma de plantar e cuidar
4

IBPecan solicita mais de 262 milhões de socorro aos produtores do RS

IBPecan solicita mais de 262 milhões de socorro aos produtores do RS
5

Perdas na suinocultura gaúcha são estimadas em R$ 80 milhões

Perdas na suinocultura gaúcha são estimadas em R$ 80 milhões
6

Moringa: nutrição poderosa para os animais e aumento de lucros

Moringa: nutrição poderosa para os animais e aumento de lucros

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas