AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Summit Agro

Verminose em animais: sintomas e causas da doença

As verminoses impactam a saúde e a produtividade dos animais, e também podem atingir seres humanos

4 minutos de leitura

28/08/2023 | 08:00

Grande preocupação para produtores rurais, as verminoses podem causar perda de produtividade e até a morte de animais. Além disso, as doenças podem atingir os humanos, causando diversos sintomas. Mas como elas são causadas e o que pode ser feito para evitá-las?

O que são verminoses?

Verminose é o termo atribuído a doenças causadas por vermes e parasitas. Elas são uma grande preocupação para produtores rurais, já que podem afetar seres humanos e também animais de grande porte.

O termo “verme” não remete a nenhuma classificação taxonômica formal, mas é popularmente utilizado para designar animais de corpo fino e alongado. Normalmente, o nome é utilizado para animais invertebrados como nematelmintos e platelmintos. As doenças causadas por agentes parasitas, que vivem dentro do corpo de hospedeiros se alimentando dos nutrientes deles, ficaram conhecidas como verminoses.

Como as verminoses afetam a saúde animal?

As verminoses podem afetar uma grande variedade de animais, desde seres humanos e outros primatas, animais domésticos (como gatos e cachorros), até animais de criação como bovinos, peixes e porcos.

Uma das principais preocupações para produtores rurais são as verminoses em bovinos e em outros animais de grande porte. Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), as verminoses bovinas podem causar perda de 20% a 30% na produção de leite e de carne. 

Doenças desse tipo chegam a causar prejuízo de 30 quilogramas a 70 quilogramas por ano em animais de corte. Quando as doenças não são notadas, o rebanho pode passar anos perdendo peso e tendo o seu desenvolvimento atrasado, e também gera o risco do contágio de outros animais.

A infecção por parasitas ocorre pela absorção de água ou de alimentos que entraram em contato com fezes de outros animais contaminados. Por isso, fazendas e criadouros têm grande risco de contaminação rápida. Os parasitas podem ser de diferentes classes, e cada doença tem efeitos diferentes.

Quais são os sintomas?

Entre os prejuízos mais comuns causados por parasitas a animais de grande porte estão a perda de peso, hemorragias, anemia, diarreia, desvio de nutrientes e lesões na parede do intestino. Os animais bem nutridos têm maior resistência à doença, já os animais jovens e expostos a pastos pobres sofrem mais e podem morrer.

Os sintomas mais comuns que podem indicar uma infecção por parasitas são o abatimento dos animais, pelos eriçados e secos e abdômen mais volumoso, além do desenvolvimento atrasado, emagrecimento contínuo, diarreia e presença de sangue nas fezes. Alguns animais também apresentam hábitos estranhos, como consumo de terra e madeira.

Rotação das pastagens é uma das melhores formas de prevenção contra verminoses. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

Quais são as principais verminoses e as causas das doenças?

Nos rebanhos bovinos, as verminoses mais comuns são as causadas por parasitas redondos gastrointestinais e pulmonares, como os Haemonchus sp (verme gastrointestinal) e Dictyocaulus viviparus (parasita pulmonar). O gado leiteiro é bastante suscetível a verminoses, principalmente a estefanofilariose (úlcera da lactação), causada pelo parasita Stephanofilaria spp, conhecida por afetar a pele.

Outras doenças comuns em bovinos e animais de grande porte causadas por parasitas são:

  • gastrite parasitária, causada pelo Ostertagia spp;
  • lesões circulares na mucosa abomasal, causadas pelo Trichostrongylus axei;
  • doenças no intestino, causadas por parasitas da classe Cooperia spp;
  • infecções de intestino, causadas pelo Strongyloides papillosus, larvas que atuam por penetração ativa via cutânea;
  • inflamações do intestino grosso, causadas por parasitas Oesophagostomum radiatum.

Controle e tratamento de verminoses

Para prevenir as verminoses, é importante se concentrar na nutrição animal, já que animais bem nutridos têm melhores respostas imunológicas contra os parasitas. O manejo de pastagens é fundamental, uma vez que a rotação das pastagens diminui a probabilidade de contato com alimentos contaminados e, consequentemente, o risco de contaminação.

Uma vez diagnosticada a doença, o tratamento é realizado com vermífugos. Normalmente, a aplicação é realizada nos períodos secos do ano, quando os vermes estão mais concentrados dentro do animal. A maioria dos remédios é feito à base de ivermectina.

Teníase é uma das verminoses mais comuns em seres humanos. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

As verminoses também afetam humanos?

Sim, verminoses são comuns em seres humanos. Apesar de poderem acometer qualquer pessoa, independentemente de gênero e classe social, as doenças causadas por parasitas são mais comuns nas populações mais pobres. Isso acontece porque elas estão mais suscetíveis ao consumo de água sem tratamento que pode estar contaminada. 

A contaminação por alimentos que entraram em contato com fezes de animais infectados também é bastante comum. Por isso, os principais meios de prevenção são a lavagem correta de alimentos crus e ferver a água que será bebida, quando não há acesso à água mineral ou tratada.

As verminoses mais comuns em seres humanos são:

  • ancilostomíase ou ancilostomose, conhecida popularmente como amarelão, causada pelo Ancylostoma duodenale;
  • ascaridíase, infecção do intestino causadas por lombrigas (Ascaris lumbricoides);
  • esquistossomose, causada por agentes da família Schistosoma, verme que vive em água doce e em caramujos;
  • teníase, causada pela Taenia solium ou Taenia saginata, normalmente adquirida por meio da carne de porco malcozida.

Fonte: Embrapa, Chemitec, FUNDEPEC GOIÁS, Estadão Summit Saúde

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Summit Agro

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas