AJUDA AO RS

Entidades do agronegócio fazem campanhas para ajudar o povo gaúcho. Saiba como participar!

Summit Agro

Guia completo de cultivo de flores e plantas ornamentais

O cultivo de flores e plantas ornamentais gera um faturamento de R$ 3,5 bilhões por ano e quase 50 mil empregos diretos e indiretos no Brasil

3 minutos de leitura

19/10/2023

O cultivo de flores e plantas ornamentais é uma atividade gratificante que combina beleza, natureza e potencial de negócio. O setor fatura cerca de R$ 3,5 bilhões por ano e gera quase 50 mil empregos diretos e indiretos, segundo o Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor).

Com 350 espécies e milhares de variedades disponíveis para cultivo no Brasil, esse mercado é amplo e diversificado, abrangendo desde pequenos produtores locais, eventos corporativos, casamentos, paisagismo e até grandes floriculturas e lojas especializadas.

No entanto, as flores e plantas ornamentais necessitam de cuidados especiais para alcançar qualidade e produtividade. Entre os principais desafios do setor, estão a demanda sazonal e o manejo pós-colheita, além do controle de pragas e doenças.

Neste guia, abordaremos todos os aspectos importantes para iniciar o cultivo de flores e plantas ornamentais.

1. Escolha de espécies

As rosas estão entre as flores mais comercializadas no Brasil. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

Antes de tudo, é importante escolher as espécies que você deseja cultivar. Considere fatores como o clima da sua região, as condições do solo e as preferências do mercado local. Os tipos populares são rosas, lírios, orquídeas, margaridas, crisântemos e violetas. Pondere cultivar espécies diferentes para reduzir riscos.

Avalie também o tempo que uma planta leva para crescer e florescer e o nível de cuidado e manutenção necessário para cada espécie. Algumas plantas requerem cuidados mais intensivos, enquanto outras são mais tolerantes e de fácil manutenção. Considere sua disponibilidade de tempo e recursos.

2. Preparação do solo e plantio

Realize uma análise do solo para verificar quais correções são necessárias para atender às necessidades das plantas de nutrientes. Use ferramentas como enxada ou arado para revolver o solo a uma profundidade adequada e deixar a terra plana, para evitar o acúmulo de água em determinadas áreas.

O plantio pode ser feito por meio de sementes, mudas ou bulbos, dependendo da espécie escolhida. Opte por sementes e mudas saudáveis e de boa qualidade. Certifique-se de que não estejam danificadas, com pragas ou doenças. Após o plantio, regue abundantemente para garantir que as raízes das mudas estejam bem hidratadas.

3. Manejo adequado

O cultivo de flores e plantas ornamentais requer um cuidado intenso para garantir a qualidade dos produtos. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

Cada espécie requer cuidados específicos, como rega regular, adubação, controle de pragas e poda. Certifique-se de conhecer as necessidades individuais das suas plantas e mantenha um calendário de cuidados. Realize podas para estimular o crescimento, melhorar a forma das plantas e remover partes doentes.

Faça inspeções frequentes para identificar problemas como pragas e doenças, especialmente causadas por fungos, estresse hídrico ou nutricional. Esteja atento a sinais de crescimento irregular, coloração inadequada das folhas, deformações e outros sintomas de problemas. Utilize adubos e produtos fitossanitários adequados quando necessário.

4. Proteção

As flores e plantas ornamentais geralmente são frágeis e sensíveis a danos causados por intempéries climáticas. Por isso, é comum o cultivo em estufas. Se a plantação ocorrer em áreas externas, considere a proteção contra fatores climáticos extremos, como geadas. Mantenha as plantas livres de ervas daninhas e pragas, e monitore sua saúde regularmente.

Evite plantar as mesmas espécies no mesmo local a cada temporada. A rotação de culturas ajuda a reduzir a incidência de doenças e pragas que podem se acumular no solo. Aplique uma camada de cobertura morta ao redor das plantas para conservar a umidade, controlar ervas daninhas e reduzir o contato das folhas com o solo, diminuindo a chance de doenças.

5. Colheita e pós-colheita

Os cuidados com a colheita e pós-colheita são cruciais para manter a qualidade e a durabilidade das flores e plantas ornamentais, garantindo que elas cheguem aos clientes em perfeito estado. Realize a colheita nas primeiras horas da manhã ou no final da tarde, quando as temperaturas são mais amenas.

Use tesouras ou facas limpas e afiadas para fazer cortes precisos nos caules, evitando rasgos ou danos que possam afetar a absorção de água. Após a colheita, coloque as plantas imediatamente em recipientes com água limpa para garantir a hidratação. Se necessário, armazene as flores em temperaturas refrigeradas para prolongar sua vida útil.

Bom Dia Agro
X
Carregando...

Agora complete as informações para personalizar sua newsletter e recebê-la também em seu Whatsapp

Sua função
Tipo de cultura

Tudo certo. Estamos preparados para oferecer uma experiência ainda mais personalizada e relevante para você.

Fique atento ao seu e-mail e Whatsapp para atualizações. Estamos ansiosos para ser parte do seu dia a dia no campo!

Enviamos um e-mail de boas-vindas para você! Se não o encontrar na sua caixa de entrada, por favor, verifique a pasta de Spam (lixo eletrônico) e marque a mensagem como ‘Não é spam” para garantir que você receberá os próximos e-mails corretamente.

Mais lidas de Summit Agro

Mapeamento completo das condições do clima para a sua região

Notícias relacionadas